domingo, 31 de julho de 2016

Fale sempre com Deus, ele nunca desistira de você! Boa Noite

998221_10201898741293084_123229337_n.jpg (612×612):
br.pinterest.com/pin

Não desista, os vencedores são os que ensistem!

Bom dia:
br.pinterest.com/pin

Viva seja Feliz!

Xtoriasdacarmita: Palavras que encontrei:
br.pinterest.com/pin

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Bendito Seja!

Pense nisso!:


br.pinterest.com/pin

Tenham todos um dia de luz!

relacionamento:
Mensagem: br.pinterest.com/pi - Foto da flor: Maria Auxiliadora

SABOR COM AMOR - DOCE - PAÇOCA DIET

PAÇOCA DIET
INGREDIENTES
2 xícaras (chá) de amendoim torrado e sem pele
½ xícara (chá) de leite em pó
3 ½ colheres (sopa) de adoçante culinário
5 colheres (sopa) de leite desnatado (75 ml)
 MODO DE PREPARO:
Bata o amendoim junto com o leite em pó e o adoçante no processador, até obter uma farofa fina. Passe para uma tigela e acrescente o leite aos poucos, misturando com uma colher, até obter uma massa úmida (se atingir esse ponto antes que o leite acabe, não é necessário acrescentar o resto). Forre uma vasilha retangular pequena (18 x 28 cm) com papel-filme e despeje a massa. Pressione-a sobre o refratário com as costas de uma colher até ficar bem compacta. Cubra com mais papel-filme e espere cerca de 1 hora antes de cortar. Retire o filme plástico e corte a massa em quadradinhos ou em losangos, com uma faca ou cortador. Guarde em refratário fechado.
Rendimento: 30 unidades (12 g cada) - Tempo de preparo: 20 minutos
Calorias por unidade (12 g): 56,2
Fonte:br.pinterest.com/pin - http://tudoparapadaria.com.br/receitas/pacoca-diet

Reciclagem - Boa idéia


Guarda bolsas plásticas - Arte & Festa: Puxa Saco de Pet e tecido com aplique de feltro e fuxico:










br.pinterest.com/pin -sondell.blogspot.com.br/

Boa Idéia - Valeu!!!

Organizadores - Blog Pitacos e Achados -  Acesse: https://pitacoseachados.wordpress.com  – https://www.facebook.com/pitacoseachados – https://plus.google.com/+PitacosAchados-dicas-e-pitacos https://www.h2h.com.br/conselheirapitacosachados #pitacoseachados:
Quem não fica irritada com o cordão de ferro e até a extensão rolando para todo lado e embolando. Taí gostei da idéia, vou fazer.
O que é bom tem que ser dividido, Valeu!!!
br.pinterest.com/pin - (Eliana de Francisco da Silva)


quarta-feira, 20 de julho de 2016

Que Deus os protejam!

.:
br.pinterest.com/pin -

tecaeuzebio.blogspot.com.br


Dica Boa

Console de TV stand, em madeira de paletes:

/br.pinterest.com/pin - www.bcasa.it

Que Dica Boa

Conjunto de sofás com Pallet (Foto: Divulgação) Gostou? Clique na imagem e confira dicas de decoração com pallet!:
br.pinterest.com/pin - revista.zapimoveis.com.br

Sabedoria

Acredite no tempo. Acredite que ele cura, que ele acalma, que ele ensina a esperar, que ele nos amadurece como pessoas. Acredite ainda, que ele faz soluções e respostas que outrora estavam escondidas. O tempo tem o poder de colocar cada coisa no seu devido lugar.:
br.pinterest.com/pin

Sabedoria

Dicas essenciais para se ter uma vida mais tranquila. Deveríamos segui-las.:
br.pinterest.com/pin

Amém

ter mais gratidão:
br.pinterest.com/pin

Pra que pressa!

 :
br.pinterest.com/pin

sábado, 16 de julho de 2016

Falou tudo - Depois dessa boa noite!

seja feliz:
br.pinterest.com/pin

Boa essa

movimento.......:
br.pinterest.com/pin

kkk

O mundo dá voltas..:
br.pinterest.com/pin

Rir faz Bem para a alma

Rir:
br.pinterest.com/pin

Dica

voce sabe que esta no caminho certo quando perde o interesse de olhar para tras:
br.pinterest.com/pin

Artesanato Lindos

Rustic Country Shabby Chic Wedding Decoration / Centre Piece's Pretty Bottles x5:
br.pinterest.com - Bay.co.uk

Artesanato -

Gesso:
br.pinterest.com -artsandclassy.co

Sabedoria

Nunca tenha certeza de nada, por que a sabedoria começa com a dúvida - Freud:
br.pinterest.com

DÉCIMO SEXTO DOMINGO COMUM (17.07.16) Lucas 10, 38-42

download
“Uma só coisa é necessária”

Novamente o Evangelho de Lucas destaca o fato que Jesus e os seus discípulos “caminhavam”.  É caminhando que se faz caminho, e é no caminho que se aprende o que é ser discípulo de Jesus.  Todos nós estamos “no caminho”, como Jesus e os outros, só que a nossa caminhada não se mede em quilômetros, mas em anos!
O Evangelho de hoje frisa muito o lado afetivo de Jesus e dos seus discípulos e discípulas.  Jesus se dirige à casa de uma família em Betânia, perto de Jerusalém.  Era o lugar predileto onde Jesus procurava - e recebia - aconchego humano, carinho, afeto, amizade, acolhimento; onde podia refazer as suas forças nas suas caminhadas evangelizadoras.  Do Evangelho do Discípulo Amado aprendemos que: “Jesus amava Marta, a irmã dela e Lázaro” (Jo 11,5).  Este tipo de relacionamento humano é necessário para que formemos verdadeiras comunidades cristãs - e quantas vezes dispensamos este elemento fundamental.
É gritante a diferença de gênio das duas irmãs! Marta, provavelmente a mais velha, preocupada com os seus afazeres - afinal tinha chegado hóspedes para uma refeição e tinham que ser bem tratados;  Maria, calma, sente-se aos pés do Senhor, para escutar a Palavra.  De repente, ressoa o desabafo de Marta: “Senhor, não te importas que minha irmã me deixe sozinha com todo o serviço?  Manda que ela venha ajudar-me!” (v. 40).  Instintivamente, a nossa simpatia fica com a Marta.  Qual é a mãe da família, a dona de casa ou o anfitrião de visita que não sentiria o que Marta sentia?  Por isso mesmo, chama a atenção a resposta do Senhor: “Marta, Marta! Você se preocupa e anda agitada com muitas coisas; porém uma só coisa é necessária. Maria escolheu a melhor parte, e esta não lhe será tirada.”( V. 41s).
Uma coisa é óbvia - Jesus não está defendendo a preguiça, a omissão, a exploração do trabalho dos outros!  Em um mundo agitado como é o nosso, que não nos deixa tempo para cultivar o relacionamento humano, a amizade, a oração, o nosso próprio ser, esta resposta nos faz lembrar a importância de viver de uma maneira que prioriza as coisas.  É óbvio que nós temos que nos preocuparmos com os afazeres, os trabalhos – mas, na verdade, quantas vezes nós enchemos os nossos dias com ativismo, atividades fúteis, agitação, - e assim não conseguimos escutar nem nós mesmos, nem os irmãos, nem o próprio Deus!
Jesus aqui questiona a agitação e o ativismo - que não se mede pelo número de atividades.  O ativismo é uma fuga, uma fuga de um encontro com os anseios mais profundos do nosso ser, dos apelos de Deus, refugiando-nos em um número sem fim de atividades sem objetivos claros, sem organização, sem rumo.  A atitude de Maria é a de uma discípula, que aprende viver de maneira nova, ouvindo e ruminando a Palavra de Deus, uma palavra que pode levar à muita atividade, mas nunca ao ativismo.
Jesus de forma alguma quer menosprezar a Marta.  Aliás, diversas vezes os evangelhos põe Marta em mais relevo do que Maria.  O próprio Lucas diz que foi Marta que recebeu Jesus na sua casa (v.38).  Em João, é Marta que faz a profissão de fé em Jesus, que nos Sinóticos é feita por Pedro: “Sim, Senhor.  Eu acredito que tu és o Messias, o Filho de Deus que devia vir a este mundo”( Jo 11,27).  Na realidade, todos nós temos que ser “Marta e Maria”.  Temos necessidade de nos dedicarmos aos nossos afazeres, mas também é preciso achar tempo para ficarmos aos pés do Senhor.  O desafio é de conseguir o equilíbrio entre os dois aspectos de vida, entre “lançar as redes” e “consertar as redes” (cf. Mc 1,16-20), entre “atividade” e “oração”, entre “missão” e “interiorização”.  Pois os dois lados são tão intimamente ligados que o desequilíbrio, do lado que for, trará conseqüências negativas para a nossa vida de discípulos e discípulas. Também aqui nos traz um alerta – com certa freqüência corremos o risco de sobrecarregar as pessoas leigas tão dedicadas às comunidades.  Devemos sempre lembrar que elas também precisam de tempo para cultivar os seus laços familiares, de aprofundar a sua própria experiência de Deus, de descanso.  Não é a vontade de Deus que alguém “se queime” de tanto serviço, mesmo na evangelização.  Precisamos ser sempre “Marta e Maria”.
Tomaz Hughes SVD
thughessvd@yahoo.com.br 
Fonte:http://blog.guiasjp.com/saocristovao

sábado, 9 de julho de 2016

Para Mata a saudade, as lindas mulheres da família Wanick

Fotos: De Família

Boa Noite

Pensamentos.
br.pinterest.com/pin

Sabedoria

br.pinterest.com/pinPensamentos:):

Mensagem

Pensamentos:):
br.pinterest.com/pin

Viva Seja Feliz

Borá viver mais esta semana com muita Luz , sabedoria , Benção e o resto Deus já cuidou.:
br.pinterest.com/pin

Mensagem


Fonte: br.pinterest.com/pin

DÉCIMO QUINTO DOMINGO COMUM (10.07.16) Lucas 10,25-37

“Vá, e faça a mesma coisa”

A parábola do “Bom Samaritano” talvez seja, junto com a do “Filho Pródigo”, a mais conhecida de todas as parábolas de Jesus.  Por isso mesmo corre o risco de ser banalizada, de não ser levada muito a sério, de ser relegada quase ao nível de folclore religioso.  Merece uma atenção mais minuciosa.
A parábola situa-se logo após Jesus ter louvado o Pai por ter “escondido essas coisas ( as coisas do Reino) aos sábios e inteligentes e revelado aos pequeninos” (cf. Lc 10 ,21).  Realmente, o primeiro a tentar atrapalhar Jesus é um “sábio e inteligente” - um especialista em leis.  Lucas salienta que ele fez a pergunta “O que devo fazer para receber em herança a vida eterna” (v. 25), não porque ele se interessasse pela verdade, mas “para tentar Jesus”.  Devolvendo-lhe a pergunta, Jesus deixa claro que o legista já sabia a resposta: “Ame o Senhor, seu Deus, como todo o seu coração, com toda a sua alma, como toda a sua força e com toda a sua mente; e ao seu próximo como a si mesmo.” Jesus simplesmente diz: “Você respondeu certo.  Faça isso e viverá”( v 28)
Mas com a petulância típica do pseudo-intelectual, ele insiste, “para se justificar”, com uma segunda pergunta: “E quem é o meu próximo?” (v29).  Jesus porém não cai na cilada de fazer uma discussão teórica e estéril sobre quem seja o próximo - ele logo traz o debate para o nível prático da vivência.  Ele conta a parábola do “Bom Samaritano”. Vejamos.
Depois do assalto, passou pela vítima um sacerdote que “viu o homem e passou adiante pelo outro lado” ( v.31) .  A mesma coisa aconteceu com um levita.  Porque será que esses homens - ligados ao culto judaico - agiram assim?  A resposta está nas leis de pureza daquela época.  O contato com um defunto, ou com sangue, deixava a pessoa ritualmente impura, isso é, inapta para participar do culto.  Como o homem estava coberto de sangue, e talvez morto, os dois não se arriscavam a tocar nele, pois para eles o culto religioso era mais importante do que a misericórdia para com uma pessoa sofrida. Não era, em si, uma atitude somente pessoal de duas pessoas maldosas, mas demonstra uma tentação permanente de pessoas ligadas ao culto e o mundo tido como “sagrado”- o perigo de viver alienadas do mundo real, onde as pessoas vivem, sofrem, e lutam todos os dias.  Também é bom notar que ambos estavam seguindo o mesmo caminho – voltando de Jerusalém, ou seja, voltando do lugar principal do culto.  Assim Jesus enfatiza que, embora participassem corretamente do culto, não deixaram que o mesmo tivesse efeito sobre o seu comportamento, pois se fecharam diante do sofrimento do ferido.  Culto sem misericórdia é vazio, com bradava Oséias e Amós séculos antes (Os 6,6; Am 5, 21-25).
Entra em cena um samaritano.  A religião dele era considerada como cheia de deformações e ignorância pelo judaísmo oficial, pois desde a invasão da Assíria em 721 a.C. a prática religiosa do povo samaritano tinha sido contaminada por religiões pagãs (cf. II Rs 17,24-31).  Mas quando ele vê o sofrimento alheio, ele não pensa em discussões teológicas sobre pureza, mas parte para uma ajuda prática, com misericórdia.
Terminando a história, Jesus devolve a pergunta ao especialista em leis - mas faz uma mudança fundamental!  Não faz a pergunta teórica “quem é o meu próximo”, mas uma pergunta prática “quem se fez próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes?” A primeira pergunta só levaria a uma discussão vazia; a de Jesus leva a uma mudança de prática vivencial.
Forçado a reconhecer que quem se fez próximo do sofredor era o samaritano, o legista ouviu da boca de Jesus a conclusão:“Vá e faça  a mesma coisa”( v. 37).
Com esta parábola, Jesus quer ensinar que nada, nem o culto, tem prioridade sobre a ajuda a uma pessoa necessitada.  A religião de Jesus não é teoria, é prática de misericórdia, pois Deus é misericordioso.  Como diz o Evangelho de Mateus, baseando-se em Oséias 6,6: “Aprendam, pois, o que significa: “Eu quero a misericórdia e não o sacrifício”.  Por que eu não vim chamar justos, e sim pecadores”( Mt 9,13).  O legista já sabia a orientação da Escritura, mas tentava escapar das suas conseqüências, criando discussões inúteis.  Nós também sabemos o que diz a Bíblia, -  não tentemos esvaziá-la com debates estéreis sobre quem é “o pobre”, “o aflito”, “o próximo”, “o bom”.  Façamos o que Jesus ensina nesta parábola “e viveremos”.
Tomaz Hughes SVD
thughessvd@yahoo.com.br
Fonte: http://blog.guiasjp.com/saocristovao - Imagem - google.com.br - blog.cancaonova.com

terça-feira, 5 de julho de 2016

Boa noite!

Recebido por WhatsApp

Mensagem

regue seu coracao mensagens de amor florescer
br.pinterest.com/pin




Dica - Sabor com Amor - Salgado


Tenha sempre no congelador, um pedaço de lombinho temperado, não é caro. Quando chegar uma visita inesperada, rapidamente você o coloca para assar, siga as instruções, e depois de seu toque final, cubra-o com um molho agridoce e ameixas pretas,
Acompanha um arroz branco, uma boa farofa e saladas.
Tai uma dica, bom apetite!
Foto e dica: Maria Auxiliadora

SABEDORIA PARA VIVER O DIA A DIA

 :
 google.com.br - br.pinterest.com/pin

DICA

...:
Se queres que teus filhos, sejam bons seja primeiro;
que tenham caráter tenha  primeiro;
que sejam honestos seja primeiro;
que sejam trabalhadores seja primeiro;
que sejam humanos seja primeiro;
 enfim... na grande maioria são os nossos exemplos que contagiam aos nossos e aos outros, mesmo que não sejamos exemplos bons, resta o exemplos dos outros, Deus ajude!
Comentário: Maria Auxiliadora`- Imagem -  google.com.br - br.pinterest.com/pin

Seguidores